Busca rápidaX

Insegurança nos condomínios populares: da perturbação do sossego ao aliciamento de crianças para o tráfico

15 de setembro de 2021

A Comissão de Habitação da Câmara de Vereadores de Ijuí discutiu a insegurança nos condomínios populares de Ijuí. Ocorrências que vão desde a perturbação do sossego público até o tráfico de drogas com o aliciamento de menores precisam de solução.

Ao todo são 900 apartamentos em condomínios populares em Ijuí, entre o Residencial Júlio Taube e Colmeia, no bairro Tancredo Neves, o Condomínio Minha Casa, no bairro Boa Vista e o Condomínio da Pedreira, no Pindorama. São, em média 3.600 pessoas habitam nestes espaços. Somente no condomínio Colmeia são 400 apartamentos e 2 mil pessoas que moram no local.

Durante entrevista ao Rádio Ligado, o capitão da Brigada Militar, Gilmar Bischoff,disse que são várias limitações legais que impedem as ações da Brigada Militar nestes locais. A entrada precisa ser franqueada por moradores. Há uma dificuldade de acesso aos condomínios onde os portões muitas vezes estão fechados.

“Também há o tráfico de drogas onde criminosos se instalam nestes espaços. Crianças estão aliciadas por traficantes e isso nos preocupa”, afirmou.

Por se tratar de condomínios populares, o capitão salienta a necessidade de contratação de guardas nesses locais e o apoio da comunidade.

 

Confira a entrevista do capitão Gilmar Bischoff: 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso
error: Conteúdo protegido!