Busca rápidaX

Investigação do MP entregue no Judiciário de Ijuí sobre Cotrijuí se refere a grãos em depósito

20 de novembro de 2019
Na foto, a sede da Cotrijuí em Ijuí

O Judiciário de Ijuí, através da Primeira Vara Crime, por meio do Juiz Eduardo Giovelli, passa a trabalhar na denúncia oferecida pelo Ministério Público de Santo Ângelo, referente a problemas relacionados com a Cotrijuí.

A investigação do MP foi entregue na Comarca de Ijuí na semana passada. Ontem à tarde o Promotor Público, José Garibaldi Evangelho Simões Machado, da Promotoria de Justiça Criminal de Santo Ângelo, disse para a RPI que aguarda que o Judiciário ijuiense levante o sigilo da investigação para se manifestar sobre detalhes do caso. Por isso, ele não pode citar que tipo de denúncia fez ao Judiciário, muito menos se há suspeitas contra pessoas.

O Promotor Garibaldi apenas frisou que o trabalho se refere ao fato que deu origem à investigação, ou seja, sobre a questão de grãos em depósito na Cotrijuí. Agora, o Juiz Eduardo Giovelli deve ouvir pessoas e realizar outras ações, a partir da denúncia oferecida pelo Ministério Púlico de Santo Ângelo.

Ainda sobre a Cotrijuí, no dia 23 do mês passado, o juiz Guilherme Eugênio Mafassioli Corrêa, da Vara Civel do Fórum de Ijuí, decretou a liquidação da cooperativa. O objetivo é tentar resolver as dívidas da Cotrijuí. Mesmo assim, a cooperativa segue com administração nomeada pela Justiça.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!