Busca rápidaX

MANCHETES

Júlio Abu revela os treinadores mais importantes da sua carreira

26 de junho de 2020

Campeão gaúcho de 2017 pelo Esporte Clube Novo Hamburgo, o meia Júlio Abu, 32 anos, voltou ao futebol nesta temporada para defender o Cruzeiro de Cachoeirinha na divisão de acesso. Abu revela para a reportagem da Rádio Progresso de Ijuí que decidiu parar por causa de uma punição que recebeu a qual era inocente.

A PARADA

Na verdade fui punido por um ano por algo que eu não fiz, e isso me motivou a parar e para mim muito ruim ficar um ano parado e isso acabou me desmotivando e fez com que eu parasse de jogar futebol.

NOVAS RECEITAS

Depois que peguei a punição tinha que ter outra alternativa para ter receitas, acabei abrindo um churrasquinho, foi uma experiência muito boa, era algo que entendia um pouco mais depois do futebol, mas acabou não dando certo. Porém hoje abri uma loja de roupas, acessórios e estou bem, vendendo meus produtos e graças a Deus está dando certo.

ESTABILIDADE FINANCEIRA

Ganhar dinheiro em clubes pequenos é muito difícil, mas consegui juntar uma grana, comprei minha casa, meu carro, dá para se manter, mas aquele fortuna é muito difícil.

TÍTULO GAÚCHO

Ser campeão de uma competição que tem a dupla GreNal e derrotas eles é muito difícil, sabemos disso. Tinha um elenco muito bom, humilde, fomos guerreiros, respeitamos o colega do lado e isso foi muito importante, depois que vencemos o Grêmio na semifinal percebemos que dava e meses depois o Grêmio foi campeão da Libertadores e na final pegamos o Inter que buscava o tri do gaúcho, então focamos muito e Deus nos abençoou e conseguimos o título daquele ano.

MELHORES TÉCNICOS

Passei por vários treinadores bons, treinadores que conversaram muito comigo como o Círio Quadros, o Beto Campos(in memorian) e o Hélio Vieira, foram muito importantes na minha carreira, eles me deram muita confiança.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí - Foto: Divulgação
error: Conteúdo protegido!