Busca rápidaX

MANCHETES

Justiça determina realocação de famílias que estão na praça de Ijuí e Executivo analisa medidas

11 de junho de 2019

Decisão do Juiz da 3ª Vara Cível da Comarca de Ijuí, Nasser Hatem, determina que a administração municipal ijuiense organize um local para abrigar as famílias que estão acampadas na Praça da República, defronte à prefeitura.

A decisão é para que essas pessoas fiquem por seis meses em outra área e, nesse período, o município precisa fazer estudo social e enquadrar as famílias em projetos sociais e habitacionais. As famílias acampadas na praça central de Ijuí tiveram que sair de uma área da prefeitura que tinha sido invadida no bairro Getúlio Vargas. Até o final da manhã de hoje o Executivo ijuiense não tinha sido notificado da decisão judicial.

A assessoria jurídica da prefeitura informou para a RPI, também nesta manhã, que poderá ingressar na Justiça com pedido de reintegração de posse para que as pessoas acampadas deixem a praça, pois o local é uma área pública.

Já o secretário municipal de Habitação, Ramsés Lemos, defende que o município faça recurso para tentar reverter a decisão de ontem do Juiz Nasser Hatem. Isso porque, segundo Ramsés Lemos, das 13 famílias que requisitam moradias, seis poderão voltar para a mesma área da prefeitura no bairro Getúlio Vargas, pois foram selecionadas através de edital para receber terrenos no local, que passa por loteamento.

Já as outras sete não preenchem requisitos para receber áreas ou imóveis, por exemplo, morar há pelo menos cinco anos em Ijuí. O secretário de Habitação ainda esclarece que no último final de semana o Executivo ijuiense sugeriu que essas famílias fossem para o ginásio do bairro São José ou para a sede do bairro Glória, porém não quiseram nenhum dos locais.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido !!!