Busca rápidaX

MANCHETES

Justiça impede protestos dentro da sede da Cotrijuí, mas grupo quer garantia de grãos

14 de janeiro de 2018

A Comarca do Poder Judiciário local concedeu liminar em favor da direção da Cotrijuí que impede a entrada nas dependências da sede da cooperativa, em Ijuí, de três pessoas, entre as quais, Édson Burmann, que coordena um grupo independente de associados. O descumprimento da ordem significa multa de três mil reais. Em contato com a reportagem da Rádio Progresso, Burmann disse que não vai recorrer da decisão.

Por outro lado, ele informou que o grupo espera até esta segunda-feira, 15, para que a direção da Cotrijuí pague as pendências financeiras com os funcionários, produtores que depositaram a safra em armazém geral e suinocultores. Se isso não ocorrer, salientou que na terça-feira, 16, às 17 horas, no Sindicato Rural Patronal de Ijuí haverá reunião aberta a todos os interessados, associados ou não. No encontro pode ser definido por protestos em frente à unidade da Cotrijuí, em Ijuí.

Édson Burmann também ressaltou que o grupo independente de associados quer que a direção da Cotrijuí abra os armazéns gerais para comprovar se existem ou não os grãos depositados pelos agricultores. Isso porque, existe suspeita que a cooperativa já não dispõe desses produtos, por isso, os associados não conseguem receber pela comercialização.

 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!