Busca rápidaX

Legislativo de Santo Angelo mantém exigência de vigilância armada em instituições bancárias

31 de agosto de 2016
 A Câmara de Vereadores de Santo Ângelo rejeitou, por unanimidade, veto integral ao projeto de lei que obriga a contratação de vigilância armada 24 horas pelas agências bancárias e cooperativas de crédito instaladas no município. A prefeitura vetou a matéria, sob a alegação de possuir vício formais e materiais. Agora, o projeto retorna ao Executivo de Santo Angelo que tem 48 horas para promulgar a lei, caso contrário a medida deve ser adotada pelo Poder Legislativo. A proposta visa tornar obrigatória a contratação do serviço de vigilância armada 24 horas, inclusive nos domingos e feriados, junto às instituições financeiras instaladas no Município.

 
 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!