Busca rápidaX

MANCHETES

Lider do governo gaúcho na AL/RS descarta possibilidade de privatização do Banrisul

3 de março de 2017
Uma das atenções do governo gaúcho, no momento é na avaliação do Plano de Recuperação dos Estados proposto pela União. Hoje pela manhã, em entrevista na Progresso, o líder do governo Sartori na Assembleia Legislativa, deputado Gabriel Souza, disse que o Estado tem algumas restrições. Citou, por exemplo, que o governo gaúcho não concorda com o corte de 20% dos incentivos fiscais para empresas já em funcionamento.

O Estado também é contra o fim do repasse dos mesmos benefícios a novos empreendimentos. Segundo ele, isso deixaria o Rio Grande do Sul em desvantagem para atração de investimentos, por exemplo, em relação a Santa Catarina. Gabriel Souza ainda destacou que o governo Sartori não concorda com a retirada de ações contra o governo federal, principalmente do processo que visa terminar com a cobrança de juro sobre juro da dívida que o Rio Grande do Sul tem com a União.

Essas são algumas das exigências do governo federal para que o Rio Grande do Sul receba benefícios, como acesso a recursos federais e carência de três anos do pagamento da dívida que possui com a federação. Na mesma entrevista na Progresso, o deputado estadual, Gabriel Souza esclareceu que está fora de cogitação a privatização do Banrisul. Enfatizou que isso é boato de partidos da oposição e de sindicatos de esquerda. Entretanto confirmou a tendência do governo estadual em colocar em votação, na Assembleia Legislativa, projetos para privatizar a CEEE, Sulgás e Companhia Riograndense de Mineração.
 

 
 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •