Busca rápidaX

MANCHETES

Mãe que confessou ter matado filho em Planalto é indiciada por homicídio triplamente qualificado

2 de julho de 2020
Foto: Arquivo pessoal

A Polícia Civil concluiu nesta quinta-feira (02) o inquérito que investiga o assassinato de Rafael Mateus Winques, 11 anos, na cidade de planalto. Após admitir que matou o filho, com uma corda de varal, Alexandra Dougokenski, 33 anos, foi indiciada por homicídio triplamente qualificado, falsidade ideológica e ocultação de cadáver. As três qualificadoras do crime são asfixia, motivo fútil e impossibilidade de defesa da vítima. 

O garoto desapareceu em 15 de maio e a mãe, Alexandra, chegou a mobilizar a polícia e o Conselho Tutelar nas buscas pelo filho.  Em 25 de maio, ela confessou à polícia que havia matado o menino e o corpo foi encontrado escondido em uma caixa de papelão, na casa ao lado da sua residência .

No último sábado (27), Alexandra prestou um depoimento à Polícia e mudou a versão que vinha sustentando até então, de que não teve a intenção de matar o filho. A mãe admitiu que matou o menino com uma corda de varal quando ele estava acordado no quarto,devido a desobediência do garoto. A investigada diz que, por volta da meia-noite do dia 15 de maio, deu dois comprimidos de Diazepam ao filho, após tê-lo repreendido por passar diversas noites em claro mexendo no celular, para que dormisse. Alexandra foi para cama. Por volta das 2h, acordou, retornou ao quarto e Rafael ainda estava no celular, mesmo após a ingestão do medicamento. Nessa hora, conforme o testemunho, foi quando decidiu matá-lo.

Até o final da tarde, o inquérito policial será remetido ao Judiciário. Caberá a promotora de Planalto, Michele Kufner, oferecer denúncia ou não. Como Alexandra esta presa, o Ministério Público tem cinco dias para se manifestar.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí