Busca rápidaX

MANCHETES

Mais de 104 milhões têm pedido negado para auxílio emergencial de R$600

11 de abril de 2020

O número de pessoas que tentaram se registar para receber o auxílio de R$ 600 e  tiveram o pedido negado chegou a 104,1 milhões até a noite desta sexta-feira (10). Segundo a Caixa Econômica Federal, neste grupo estão desde aqueles que não têm direito porque não estão no Cadastro Único do governo federal, fraude ou desinformação em relação aos critérios exigidos.

Os pedidos são analisados pela Dataprev, empresa de tecnologia ligada ao Ministério da Economia, com apoio ainda do Banco do Brasil. O governo tem sido enfático sobre possíveis fraudes no auxílio emergencial. A Polícia Federal e a Abin (Agência Brasileira de Inteligência) já trabalham no mapeamento de quem busca se aproveitar da crise.

A Caixa informou que 31,5 milhões de brasileiros concluíram cadastro até sexta-feira à noite. Foram enviadas 135,6 milhões de mensagens por celular (SMS) para a confirmação do cadastro do auxílio emergencial. A central 111, na qual os brasileiros podem tirar dúvidas e pedir informações, recebeu até o momento 8,6 milhões de ligações.

A diferença entre a quantidade de cadastros aceitos e o número de mensagens enviadas por celular para a confirmação dos mesmos sinaliza a quantidade de pessoas que não têm direito ao auxílio emergencial.

CRITÉRIOS PARA RECEBER O CORONAVOUCHER

Pré-requisitos:

  • ser maior de 18 anos;
  • não ter emprego formal (não pode ter carteira assinada);
  • não ter benefício previdenciário ou assistencial, exceto Bolsa Família;
  • renda familiar de ½ até três Salários Mínimos;
  • não ter recebido acima de R$ 28.559,70 no ano passado.

O beneficiário deve ser:

  • MEI;
  • contribuinte Individual do RGPS;
  • trabalhador informal (autônomo, desempregado) inscrito no CadÚnico ou por meio de autodeclaração.

Especificidades:

  • mãe chefe de família receberá duas cotas do auxílio;
  • é possível a acumulação de 1 auxílio emergencial e um Bolsa Família;
  • se receber Bolsa Família e se encaixar nestes requisitos, receberá o mais vantajoso;
  • poderá receber até R$1.800,00 no caso de ser família monoparental e houver um filho trabalhador informal.
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Record.
error: Conteúdo protegido!