Busca rápidaX

Mais de 2 toneladas de maconha são apreendidas em SC

16 de fevereiro de 2018

A Polícia Civil apreendeu mais de duas toneladas de maconha em Garopaba, no Litoral Sul catarinense. Os pacotes com a droga foram localizados entre esta quinta e sexta-feira (15) escondidos dentro de um barraco, em um depósito e enterrados. Segundo a polícia, as apreensões fazem parte da série de desdobramentos da operação que prendeu recentemente três suspeitos de tráfico de droga na região.

Inicialmente foram localizados 1,550 quilos da droga dentro de um barraco de madeira. Nesta sexta, a polícia encontrou mais 200 quilos de maconha enterrados em um terreno e logo depois outros 400 quilos em um local que funcionava como depósito.

“A droga apreendida em Garopaba pertence tudo a uma mesma pessoa presa na sexta-feira (9) na Operação Quebrando a Banca. Ele vai ser responsabilizado por toda essa droga”, diz o delegado Walter Loyola, titular da Delegacia de Garopaba.

“Essa quantidade toda de droga apreendida, com certeza, é uma importante ação no combate ao tráfico na região”, diz o delegado.

Operação
“Tínhamos cinco mandados de prisões temporárias por tráfico e lavagem de dinheiro e cumprimos três. Um deles também foi autuado em flagrante porque estava com um revólver e outro por tráfico, estava com 22 quilos de maconha em casa. As toneladas pertencem a este preso”, afirma o delegado.

A droga apreendida na quinta estava em um terreno da família do suspeito no bairro Encantada, dentro de um barraco de madeira. Ainda na quinta a droga foi incinerada. “Era muita coisa em um local vulnerável. É um bairro com natureza bem densa e talvez ele acreditasse que a polícia não fosse chegar até ali”, afirma Loyola.

Já nesta sexta, por volta das 7h, a polícia encontrou a maconha enterrada em um terreno no mesmo bairro, mas o delegado não divulgou o local. Uma retroescavadeira foi utilizada pela polícia para desenterrar os tabletes.

Por volta das 12h, a polícia encontrou cerca de 400 quilos de maconha no mesmo bairro, em um local que funcionava como depósito. "Era um depósito que ele havia alugado para guardar drogas", conta Loyola. Até as 12h20 a droga ainda tinha sido levada para pesagem oficial.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!