Busca rápidaX

Mais de 50 escolas no RS devem encerrar ano letivo de 2018 em janeiro de 2019, diz Seduc

26 de janeiro de 2018
A greve dos professores estaduais do Rio Grande do Sul, que durou mais de três meses em 2017, atrasou até mesmo o calendário de 2018. Conforme a Secretaria Estadual da Educação, 52 escolas devem encerrar o ano letivo deste ano somente em janeiro de 2019.

"Tem 45 dias de férias por ano, terão 30 dias no verão e outros 15 dias nas férias de inverno. Nós não temos outra alternativa, porque os professores têm direito e os alunos também aos 30 dias de férias", diz o secretário estadual da Educação, Ronald Krummenauer.

Oficialmente, as aulas na rede estadual de ensino voltam no dia 22 de fevereiro. Contudo, 189 escolas seguem recuperando as aulas do ano passado.

"A gente deveria estar curtindo na praia, como sempre. Está sendo cansativo por causa desse calor todo e a gente tendo que vir", lamenta o estudante Bruno Portela, de 18 anos.

Por isso, os alunos estão focados mesmo no fim da recuperação.

"Está super tranquilo, a gente tá recuperando. Já vai acabar as aulas, agora é reta final, só ir atrás", diz a aluna do 1º ano do Ensino Médio, Hendy da Silva, de 18 anos.

No Colégio Estadual Júlio de Castilhos, em Porto Alegre, um dos maiores do estado, as aulas seguem até o dia 5 março. Depois disso, alunos e professores terão um mês de férias. O ano letivo de 2018 começa mesmo só em abril.

A diretora interina do colégio, Cláudia Fernandes, diz que os sábados precisarão ser usados e, mesmo com as aulas nos fins de semana, é provável que sigam até janeiro de 2019.

"É vida que segue, a gente tem que recuperar. É isso aí, a gente está cumprindo o calendário", afirma.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!