Busca rápidaX

MANCHETES

Marcelo Müller: “Não tem como falar do futebol de Ijuí e não falar do Jair Galvão”

18 de junho de 2020

Formado na base do Esporte Clube São Luiz, Marcelo Müller, encerrou a carreira como atleta em 2011. Seu último clube como jogador foi o Glória de Vacaria. Antes vestiu as camisas de Grêmio, 15 de Novembro, Criciúma, Corinthians/RN, FC Santa Cruz, Caxias, Glória, Ceará, Joinville, Remo, Ypiranga de Erechim e São José. Ainda 2011 assumiu como coordenador técnico da base do Glória onde permaneceu até 2013. Nesta temporada, assumiu o futebol do clube onde conquistou o título da Divisão de Acesso de 2015 pelo clube vacariano. Durante entrevista para a reportagem da Rádio Progresso, Marcelo relembrou o início da carreira.

Poucos sabem, mas minha trajetória como atleta começou no São Luiz em 1991, o treinador era o Guilherme Macuglia, o preparador físico era o Tarcísio Macuglia, eu era juvenil, na ocasião tive a oportunidade de treinar com Paulo Baier, Tuta, Douglas, enfim, uma rapaziada de muita qualidade, aprendi muito com eles ali foi meu início no futebol. E não tem como falar de futebol de Ijuí e não falar do Jair Galvão. Eu me considero da família Galvão, me criei com o Márcio, Marcelo, próprio Bilo, aprendi muito com eles, meu caráter foi forjado em cima dessa família então tenho muito a agradecer a eles e veja como são as coisas, em 2015 tive a oportunidade de contratar o Jair quando era o Gerente de Futebol do Glória de Vacaria e fomos coroados com a conquista da divisão de acesso daquele ano”, destacou Marcelo.

Hoje dirigente, Marcelo diz que lembra vagamente do time do São Luiz de 1991. “Vi o time de 91 em alguns jogos, lembro do Negrini, Betinho, acredito que Bilo, mas lembro vagamente deste time, recordo que teve um amistoso com a seleção brasileira onde o clube conseguiu uma grande façanha ao segurar um empate”, afirma.

Marcelo revelou que antes da pandemia conversava com o Inter de Lajes. “Antes da pandemia estava conversando com o Inter de Lajes, para realizar um trabalho na segunda divisão catarinense que estava prevista para o segundo semestre, porém lá está tudo parado também, os clubes estão tentando montar uma estratégia nos bastidores para que quando sair uma data de começo da competição iniciar os trabalhos como contratações de atletas e comissão técnica”, finaliza.

Marcelo Müller hoje reside em Torres e seu último trabalho foi no Camboriú como Gerente de Futebol onde ficou de 2017 até 2019.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!