Busca rápidaX

Ministério da Saúde vai cortar recursos para transporte rápido de testes do pezinho

26 de julho de 2017
A partir de novembro, os resultados do teste do pezinho não serão mais enviados via Sedex. A nova regra vale para todo o Brasil e diminuirá a agilidade do diagnóstico dos exames.

A Secretaria Estadual de Saúde confirmou que o governo federal não vai mais bancar o transporte rápido. O Estado já foi notificado e, até 12 de novembro, deverá se adequar e elaborar alternativas ao fim do serviço. 

A Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul critica a decisão do governo federal. Conforme a entidade, 110 mil das 140 mil crianças que nascem por ano no Estado dependem do SUS. O temor é de que os resultados cheguem com atraso, prejudicando o diagnóstico das doenças.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!