Busca rápidaX

Champs Elysees

Ministro do governo federal visita região das Missões e Santo Augusto

21 de setembro de 2018

O prefeito Jacques Barbosa e lideranças políticas e empresariais de Santo Ângelo receberam na manhã desta sexta-feira, 21, o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, ocasião em que entregaram ao porta-voz do Governo Michel Temer uma extensa pauta de reivindicações.

Entre os pedidos estão a agilidade na aprovação do projeto para ampliação do Aeroporto Regional Sepé Tiaraju que tramita no Ministério do Planejamento, a habilitação pelo Ministério da Saúde para que a Unidade de Pronto Atendimento do Bairro Pippi efetive seu funcionamento 24 Horas, a liberação de recursos de emendas parlamentares represadas e dinheiro federal para a modernização do Teatro Municipal Antonio Sepp. 

O ministro participou na noite de ontem, 20, no Tenondé Park Hotel, em São Miguel das Missões, de um encontro com os prefeitos da Associação dos Municípios Missioneiros (AMM) e com o Departamento de Turismo (DETUR) tratando da Ponte Internacional de Porto Xavier, e na sexta-feira, 21, permaneceu na região ouvindo reivindicações de lideranças.

No Gabinete do Executivo, Marun falou sobre a conjuntura política e econômica nacional e também ouviu do prefeito Jacques sobre a situação da prefeitura. “O município precisa de investimentos e só pode contar com a União, pois o Governo do Estado tem dificuldades em honrar seus compromissos em áreas prioritárias, como a saúde”, afirmou, apresentando a Marun, os projetos de Santo Ângelo que aguardam deliberação do Governo Federal.

AEROPORTO

Reforçando as articulações do Governo Municipal para a ampliação e modernização do Aeroporto Regional Sepé Tiaraju, o presidente da ACISA, Douglas Ciechowicz, em nome da direção do Sindilojas Missões e da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), entregou documento ao ministro de Governo solicitando prioridade e agilidade para os investimentos no aeródromo de Santo Ângelo, orçados em R$ 44 milhões, com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). 

De acordo com o documento entregue ao ministro, a Secretaria de Aviação Civil aguarda deliberação do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão para aprovação do empreendimento e prosseguimento ao processo. O projeto de ampliação prevê a construção de novo pátio para aeronaves, nova taxiway, novo terminal de passageiros e outras obras necessárias para pousos e decolagens de aeronaves de grande porte.

UPA 24 HORAS

O prefeito também tratou da habilitação pelo Ministério da Saúde para que a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bairro Pippi, que será inaugurada na próxima terça-feira, 25, passe a atender a população nas 24 horas do dia. Jacques explicou que o município está colocando a UPA em funcionamento com recursos próprios e que espera a habilitação para o repasse de recursos da União e a consequente ampliação do horário de atendimento.

Com a flexibilização do regramento para abertura das UPAs, estamos inaugurando no horário das 7 às 22 horas, de segunda a segunda. Porém, precisamos agilidade do Governo para habilitar o funcionamento 24 horas e reduzir o fluxo de atendimento de casos de urgência no Hospital Santo Ângelo”, explicou.

TEATRO

O projeto de modernização do Teatro Municipal Antonio Sepp, orçado em R$ 2,5 milhões, também foi apresentado ao ministro Marun. Jacques solicitou o aporte financeiro da União para investir no projeto inovador que prevê a total remodelação dos espaços interno e externo, com placas solares e reaproveitamento da água da chuva. 

O prefeito explicou que o projeto já está aprovado pela Lei de Incentivo à Cultura do Estado (LIC/RS) e que trabalha com a hipótese de aporte de algumas empresas locais, com o apoio da ACISA, CDL, Sindilojas e das demais entidades representativas do município. “Vamos avaliar a disponibilidade de recursos”, prometeu o ministro. 

PRESENÇAS

Também participaram da reunião, o vice-prefeito Bruno Hesse, o presidente da Câmara de Vereadores Everaldo de Oliveira, os secretários municipais Vando Ribeiro de Souza e João Baptista Santos da Silva, assessoria da Secretaria de Turismo, Esporte, Lazer e Juventude, o presidente do Conselho Municipal de Turismo, Romaldo Melher, e o vereador de Entre-Ijuís, Gilmar Demezuk.
Logo após o encontro no Gabinete do Executivo, o ministro Carlos Marun, acompanhado de lideranças locais, esteve em visita ao Hospital Santo Ângelo.

Santo Augusto

Hoje à tarde, Carlos Marun esteve em Santo Augusto, onde visitou, por exemplo, pontes, ainda o campus do Instituto Federal Farroupilha e o Hospital Bom Pastor, locais para onde a prefeitura busca investimentos.

Compartilhar
  • 8
  •  
  •  
  •  
  •  
    8
    Shares
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí e prefeitura

Uma resposta para “Ministro do governo federal visita região das Missões e Santo Augusto”

  1. Claudio Lemes Louzada disse:

    Esse são os problemas dos planejamentos Brasileiros, o recém-inaugurado aeroporto de Santo Ângelo, já necessita ampliações e reformas. O governo do estado insiste em planejar e reformar aeroportos regionais para uma realidade defasada em pelo menos 25 anos. Ignora o desenvolvimento do modal ocorrido nesse tempo a velocidade do som. Não conseguiu ainda perceber que boa parte da aviação regional Brasileira se sofisticou com novas aeronaves e governança, necessitando de aeroportos com estações de passageiros modernas e funcionais, o puxadinho não funciona mais!
    O advento do retorno de aeronaves de 9 lugares em algumas cidades do Rio Grande do Sul não é e não será a realidade do setor para os próximos 15 anos. A Riosul já atendia essas cidades com aeronave de 16 lugares em 1980, por outro lado, o governo faz um marketing político ao dizer que o número de cidades gaúchas atendidas por transporte aéreo aumentou exponencialmente. 9 lugares é um retorno ao passado distante. A verdade, é que as antigas empresas desistiram do RS quando mudaram a frota de 16 lugares para 30 e 50 lugares, enquanto os aeroportos permaneciam os mesmos, muitos sem voo por instrumento e asfalto de baixa qualidade.
    Santo Ângelo precisa de uma infraestrutura aeroportuária com capacidade de atender muito além do segmento turboélice. A nova geração de jatos regionais de 130 a 145 lugares serão a base desse transporte em conjunto com o crescimento do turboélice de 70 para 90 lugares.
    Infraestrutura regional tem estação de passageiros compatível e pista de pouso de 2.200 metros por 45m de largura (2.200 x 45m), resistência do piso para 75 toneladas, balizamento noturno de LED via energia solar e no mínimo voo por instrumento GPS.
    Devemos também ter em mente que a liberdade aérea será total dentro da área do Mercosul em pouco tempo. As cidades, principalmente da região sul, RS, SC, PR poderão ser atendidas por empresas aéreas dos países vizinhos como se estivessem em um voo doméstico. Cabe aos prefeitos ampliar a infraestrutura aeroportuária e visão de integração nacional e também do hoje considerado internacional com os vizinhos. Saudações,

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Notícias Relacionadas

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido !!!