Busca rápidaX

MANCHETES

Mulher diz ter sido agredida por 20 anos e confessa dopar e matar marido queimado em forno

12 de maio de 2021

Uma mulher de 35 anos foi presa temporariamente, em Dom Feliciano, no sul do Estado. Ela confessou ter dopado e assassinado o marido, Erni Pereira da Cunha, 43 anos. O crime teria ocorrido em 15 de fevereiro, última vez em que o homem teria sido visto. Conforme a delegada Vivian Duarte, após a prisão, a mulher admitiu o crime. De acordo com o depoimento, ela teria dado comprimidos ao homem misturados em um suco de laranja. Com ele dopado, teria arrastado o companheiro até uma fornalha de fumo, que fica nos fundos da residência, e colocado fogo. O corpo teria sido queimado durante três dias. A mulher teria relatado que não teve ajuda de outras pessoas.

O caso é investigado como homicídio doloso qualificado, por recurso que impossibilitou a defesa da vítima e premeditação.

Ela relatou que foi agredida e ameaçada durantes esses 20 anos, e que recentemente o homem teria ameaçado agredir também os filhos, o que ela disse que não admitiria. Por isso, afirmou que cometeu o crime.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!