Busca rápidaX

Município de São Gabriel registra resultados positivos após privatização de água e esgoto

2 de setembro de 2021

A privatização da Corsan, aprovada anteontem pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, aumenta a intensidade do debate sobre o futuro da distribuição de água e investimentos em esgoto nos municípios que possuem contrato com a estatal. Porém, há municípios que romperam o contrato com a estatal há alguns anos e terceirizaram os serviços.

Um dos exemplos é São Gabriel, onde a iniciativa privada atua desde 2012, por meio da empresa São Gabriel Saneamento, com sede em São Paulo. Durante entrevista hoje pela manhã na RPI, o prefeito, Rossano Dotto Gonçalves (foto), disse que a tarifa de água e esgoto ficou 27% mais barata. Comentou que atualmente 60% do esgoto já está canalizado em São Gabriel e em fase de tratamento. O investimento, com recursos da empresa, ultrapassam 60 milhões de reais.

Rossano Gonçalves frisou que o município não renovou contrato com a Corsan pelo fato da estatal não cumprir as promessas de projetos de água e saneamento. Gonçalves observou que especialmente depois de terça-feira, várias prefeituras passaram a entrar em contato com o poder público de São Gabriel para obter detalhes referente ao sistema privado de água e esgoto.

Para Rossano Dotto Gonçalves, o governo gaúcho ofereceu migalhas para os municípios, quando anunciou que 5% do dinheiro obtido com a privatização da Corsan vão ser investidos em obra de infraestrutura urbana nos municípios. Por isso, o prefeito de São Gabriel pediu que os municípios avaliem bem sobre renovar ou não contratos com a Corsan e entende que agora o Estado vai trabalhar bastante para forçar as prefeituras a manter a parceria.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Radio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!