Busca rápidaX

MANCHETES

Municípios da região de Ijuí fecham safra de soja com quebra de 60 a 80%

14 de abril de 2020
Soja apresentou as maiores perdas em Ijuí pela falta de chuva

A colheita da soja dentre os 44 municípios do escritório regional da Emater, sediado em Ijuí, está em 98%. A média regional de rendimento vai ficar entre 35 e 37 sacas por hectare, bem abaixo das cerca de 55 sacas da safra de 2019.

A região Norte, por exemplo, municípios de Santo Augusto, Tenente Portela, São Martinho, Vista Gaúcha, Derrubadas e Três Passos registram perdas muito baixas na produtividade, entre 2 e 15%. Isso porque, nesses municípios as chuvas foram bem mais regulares.

Há municípios na fronteira com a Argentina que produzirão igual ou quase a mesma média de soja do ano passado, ou seja, até acima de 55 sacas por hectare. Porém, de Ijuí em direção a Jóia e região do Alto Jacuí, as perdas são muito expressivas.

Em Salto do Jacuí a quebra no rendimento da soja vai ficar em 80%. O município deve produzir média de menos de 15 sacas por hectare. Augusto Pestana e 15 de Novembro devem fechar a colheita com prejuízo de 60%; Ibirubá, Jóia e Pejuçara, 50%; e Cruz Alta em torno de 40%.

Aprosoja

Levantamento da Aprosoja do Rio Grande do Sul – Associação dos Produtores de Soja – aponta que a estimativa é de perda de 48% no rendimento da oleaginosa, num comparativo com a previsão inicial, no território gaúcho.

Com isso, os produtores gaúchos devem colher cerca de nove milhões, 290 mil toneladas a menos. Os prejuízos financeiros são estimados em mais de 12 bilhões, 282 milhões de reais. Em entrevista à RPI, o presidente da Aprosoja do Rio Grande do Sul, Décio Teixeira, disse que a colheita da oleaginosa vai fechar com média de menos de 30 sacas por hectare no Estado.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!