Busca rápidaX

MANCHETES

“Não há mais espaço para corporativismo no Brasil”, afirma presidente da Agas

23 de agosto de 2019
Presidente da Agas, Antônio Cesa Longo, apresentou a Expoagas 2019

Antônio Cesa Longo, presidente da Agas, destacou que a Expoagas 2019 ficou marcada pela pauta da venda de medicamentos sem necessidade de receita médica em supermercados. O presidente é um grande defensor da medida, argumentando que os produtos (chamados de MIP, medicamentos isentos de prescrição médica) podem ter seus preços reduzidos em até 30%, caso ela seja implementada. Longo questiona o fato de farmácias realizarem a tele-entrega deste tipo de medicamento através de motoboys, sem a presença de farmacêutico, no entanto estão resistentes em liberar a venda em supermercados. “Nós não somos contra as farmácias venderem alimentos, produtos de higiene e beleza. Não há mais espaço no Brasil para corporativismo e reserva de mercado”, afirmou o presidente da Associação Gaúcha de Supermercados.

Para a próxima edição da Expoagas, em 2020, Longo projeta que o setor supermercadista já estará liberado para vender medicamentos sem receituário. O presidente da Agas está confiante que a medida seja implementada ainda até o final do ano. Para isso, Longo pediu o auxílio do deputado federal Jeronimo Goergen, homenageado na Expoagas por ter sido o relator da MP da Liberdade Econômica na câmara, para defender a iniciativa em Brasília.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!