Busca rápidaX

MANCHETES

‘No Demei todos são tratados da mesma forma’, diz Presidente da autarquia

25 de agosto de 2021

O Presidente do Departamento Municipal de Energia (Demei) Marco Aurélio Sikacz rebateu, em entrevista à Rádio Progresso nesta quarta-feira(25), o discurso do vereador Cleuton Rolin, beiço (PDT) no qual disse que a autarquia só efetuava os cortes de energia em domicílios de pessoas humildes e não cobrava os grandes devedores. ‘Não vou entrar em discussão política com o vereador e servidor Cleuton, todos responderemos pelos nossos atos’, disse. ‘Não há tratamento privilegiado na autarquia’, garantiu o gestor. 

Marco Aurélio disse que o departamento enfrenta um grande problema no seu fluxo de caixa e busca solucionar isso dialogando com grandes devedores e tornando o parcelamento dos débitos uma forma de sanar este problema para os clientes com valores menores em aberto. ‘Temos hoje cerca de R$10milhões a receber’, pontou o presidente. Ele explicou que o departamento de energia tem hoje um orçamento gerenciável na casa dos R$16milhões/ano. ‘É importante destacar que 85% da receita do Demei são diretamente vinculados em compra de energia e pagamento de impostos’, comentou Marco Aurélio. 

Sikacz disse ainda que o cliente que deixa de pagar a sua fatura de energia regularmente na data do vencimento está contribuindo com a quebra no fluxo de caixa da autarquia. ‘Nós temos que pagar a energia comprada e os impostos a vista’, disse.

Hoje o departamento tem, em média, 1.400 clientes na lista de corte no fornecimento de energia. Devido ao número considerado elevado o Diretor Marco Aurélio Sikacz pede que o consumidor procure o Demei e busque um acerto, um parcelamento dos débitos. Sobre os grandes devedores, o diretor presidente respondeu que o Hospital de Caridade de Ijuí (HCI) é quem lidera essa lista com um débito em aberto de R$1,3milhões.  

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!