Busca rápidaX

No Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, conheça histórias de luta pela saúde mental

10 de setembro de 2020

Conhecido como Setembro Amarelo, esse mês tem um significado especial. Isso porque, desde 2014, a Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP, em parceria com o Conselho Federal de Medicina – CFM, desenvolve ações especiais em função do data comemorada hoje: Em 10 de setembro é celebrado oficialmente o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio.

Para ajudar pessoas com depressão e pensamentos suicidas, existe uma rede de atendimento em Ijuí, composta pelos CAPS- Centros de Atenção Psicossocial, Hospitais e, principalmente Assami Casa AMA- Serviço de Saúde Mental, criado em 2008.

Sirlei Gomes é a atual presidente da Casa AMA. Em conversa com a redação da Rádio Progresso, ela relatou a trajetória de superação até aqui. Sirlei era depressiva, chegou a ficar internada desacordada porque não tinha vontade de viver. Depois de passar por inúmeros momentos difíceis, procurou atendimento no Caps Colmeia, onde começou o tratamento com acompanhamento psicológico e psiquiátrico. Cinco anos depois ela ganhou alta, foi quando começou a ajudar outras pessoas que passam pela mesma situação. Segundo ela, foi na Casa Ama que encontrou o apoio necessário para voltar a viver como antes.

A Casa AMA é mantida pela Assami- Associação de Saúde Mental, e presidida pela senhora Eloá Bagetti. Segundo ela, a associação foi criada em 2008 e em parceria com a Casa Ama oferece diversos grupos de apoio, como o Entrelinhas, que atua em parceria com o Gabinete da primeira-dama e reúne mulheres que produzem peças em trico, crochê e bordado por exemplo.

Além disso existe o grupo Palavras Reencontradas, onde os usuários falam e escrevem sobre seus sentimentos. Outros grupos de apoio promovem ações como pintura, jogos, conversação, e demais atividades que envolvem também os familiares dos usuários. Um dos grupos de maior destaque é o de teatro, composto por ex e atuais usuários da Assami Casa AMA.

Dona Sozane Gói é agricultura, mora no interior de Ijuí, e integra o grupo de teatro. Ela é mais um exemplo de pessoa que encontrou na Assami Casa Ama a cura para a depressão.
Em meados do ano 2000, Sozane entrou em depressão profunda, perdeu totalmente a identidade, mas, segundo ela, mesmo debilitada emocionalmente procurou ajuda. Quando conheceu a Associação foi o início de sua cura.

Ela relata que através desse serviço encontrou muito mais que uma simples terapia: acolhimento, superação, conhecimento e refúgio. Através dos grupos de apoio, Sozane relata que saiu da zona de conforto, criou novas amizades e começou a ser protagonista de uma nova história. Hoje ela está livre da depressão e continua integrando o grupo de teatro.

Para celebrar o Setembro Amarelo, diversas programações estão sendo desenvolvidas pelos Caps, Hospitais e Associações. Em função da pandemia de coronavírus, as atividades ocorrem de forma virtual. Amanhã (11) por exemplo, o Centro de Atendimento de Atenção Psicossocial (CAPS II) promove uma transmissão ao vivo pelo Facebook com o tema: “A escuta do sofrimento em pessoas com problemas no uso de álcool e outras drogas”.

A conversa será ministrada pela psicóloga Paola Lazzarotto e a enfermeira Michele Eichelberger. A programação pode ser acompanhada através do Facebook do Hospital Bom Pastor de Ijuí.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí.
error: Conteúdo protegido!