Busca rápidaX

Normativa do BB autoriza renegociação de dívidas da suinocultura

11 de novembro de 2016
O coordenador institucional da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), comemorou nesta sexta-feira (11) a edição de uma normativa interna do Banco do Brasil que beneficia os suinocultores em todo o país. A medida, segundo o parlamentar, estabelece a prorrogação dos custeios pecuários tomados junto à instituição bancária. “Trata-se de uma iniciativa da mais alta relevância para o setor, que vai atender todos os produtores e dar fôlego para que eles possam atravessar mais essa crise”, destacou. Já o presidente da Associação dos Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul (Acsurs), Valdecir Folador, esclarece que os suinocultores já podem procurar seus gerentes e formalizar a renegociação dos contratos. “O produtor paga 15% do saldo devedor e divide o restante em até três parcelas anuais, com vencimento em 2017, 2018 e 2019”, explicou.

Folador esclarece que a crise da suinocultura faz parte de uma conjuntura econômica onde houve forte redução da oferta de milho no mercado interno e a consequente disparada dos preços do grão, levando os produtores a acumular dívidas milionárias. Outra medida tomada recentemente e que deve contribuir para ajustar a demanda por milho foi a liberação da importação do grão transgênico dos Estados Unidos. O setor ainda trabalha pela abertura de uma linha de crédito emergencial para recomposição do capital de giro, a inclusão de uma linha de crédito específica para retenção de matrizes no Plano Agrícola Pecuário e a disponibilidade de linhas de crédito para modernização da atividade.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!