Busca rápidaX

MANCHETES

“O Governo de Andrei Cossetin está perdido”, diz Bruna Gubiani, do Mandato Coletivo

8 de dezembro de 2021

O primeiro ano de mandato das cinco mulheres que foram o Coletivo das Gurias, do PCdoB foi permeado por desafios e iniciativas visando mais reconhecimento às mulheres, busca de direitos e protestos. As vereadoras participaram do terceiro dia de entrevistas da Retrospectiva RPI, nesta quarta-feira, 08. 

Em entrevista à Rádio Progresso, Bruna Gubiani e Luciana Bohrer, falaram sobre projetos, demandas e desafios. Para Bruna, por ser algo novo, elas esperavam que a ideia de coletivo sofresse resistência para aceitação da comunidade, no entanto, relatam boa receptividade das pessoas e também dos colegas na câmara. “Fomos muito bem acolhidas por todos, que apesar de algumas divergências, nos respeitam e conseguem assimilar essa modalidade na política”, pontuou.

Luciana enfatizou a luta do mandato em defesa das mulheres, reiterando uma cobrança do grupo: mais investimentos para a coordenadoria da mulher. A vereadora falou ainda sobre o incentivo ao esporte e à cidadania, pautas que reiteradas vezes são levantadas por elas. “Entendemos que para cobrarmos políticas públicas voltadas à algumas áreas, precisamos cobrar melhorias na infraestrutura que viabilizem essas mudanças, como a reforma, criação ou manutenção de espaços públicos que viabilizem a prática de esportes e realização de atividades artísticas, por exemplo”, pontuou. 

Em relação ao diálogo com o executivo, Bruna revelou que apesar de entender que o primeiro ano de mandato requer tempo para adaptação e organização, muitos projetos encaminhados ao prefeito, “ficam na gaveta”, enquanto outros são retirados da pauta sem o tempo necessário par a discussão. “Temos alguns anteprojetos importantes que estão lá na mesa do Andrei. Esperamos que para 2022 eles sejam analisados e retornem à câmara como projetos”, pontuou.

Apesar das ponderações, a vereadora avaliou o governo de Andrei Cossetin como “razoável”, acrescentando que deveria ter uma categoria denominada “perdidos” no questionamento. “Eu acho que o governo é razoável, porque entendo que foi necessário um período para adaptação, no entanto, classificaria como “perdido” porque acho que é exatamente isso que está acontecendo, eles estão perdidos”, disse. 

Para Luciana, em algumas áreas como na proteção animal, o governo está deixando a desejar. “Se formos analisar a questão da causa animal, está sendo péssimo, sendo que esta era uma das bandeiras de campanha”, disse. Luciana também defendeu mais investimentos para políticas públicas voltadas às mulheres. 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!