Busca rápidaX

O heroísmo diário praticado pelas mães solo

28 de julho de 2021

A vida já é demasiada corrida para quem tem que dividir o tempo entre trabalho e lazer, imagine então ter que fracionar o tempo entre maternidade, cuidados com a casa, trabalho, e a tentativa de encontrar um tempo para descansar: este desafio, muitas vezes invisível, é enfrentado diariamente pelas mães solo. 

Todos sabemos os desafios que a maternidade impõe. Uma criança precisa, além das necessidades básicas, de atenção e estímulo, o que demanda tempo. Uma mãe sozinha precisa dedicar todo o seu tempo para terceiros: em casa, para os filhos. No trabalho, para a função que desempenha. 

Em Ijuí, a bancária Taisa dos Reis Rosa é um exemplo deste “heroísmo”, muitas vezes invisível. O tempo dela é dividido entre o trabalho, no qual permanece de 8h a 10h, diariamente, e o casal de filhos, Helena Rosa Oliveski, de 10 anos e Henrique Alexandre Rosa Oliveski, de 7 anos. Para dar conta de atender tudo, Taisa começa a se organizar cedo. Vai ao trabalho, depois ao supermercado e então, busca os pequenos na escola. “Quando chegamos em casa, já os encaminho para o banho, dou o jantar, temas, assistimos um pouco de TV ou eles jogam vídeo game e as 21h30 já nos encaminhamos pra dormir. Depois disso, vou estudar”. 

Apesar de cansativa, a rotina de Taisa é compensadora. “É corrido, cansativa a rotina, mas também muito recompensadora, quando eles dizem que sou a melhor mãe do mundo. A melhor recompensa é ser amada pelos meus filhos, também quando saímos e as pessoas elogiam dizendo que são crianças muito educadas e simpáticas, ou então quando as professores elogiam dizendo que gostariam de ter uma turma toda de Helenas ou Henriques”.

Taisa organiza os dias com muita disciplina, cobra dos filhos além de educação, pronúncia correta das palavras, prudência ao se comunicar, atenção com os estudos e, principalmente, respeito. “Ensino que a vida é corrida, que devem trabalhar muito para conquistarem suas coisas”.

Em resumo, as mães solo desempenham muitas funções, mesmo sendo uma só pessoa. Apesar de ser, de certa forma, uma obrigação, é algo louvável. 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!