Busca rápidaX

Operação contra exploração sexual de crianças e adolescentes cumpre ordens judiciais em mais de 20 cidades do RS

17 de maio de 2018
A Polícia Civil do Rio Grande do Sul participa, na manhã desta quinta-feira (17), de uma operação nacional contra crimes de exploração sexual de crianças e adolescentes. São cumpridos 43 mandados de busca e apreensão em 23 cidades gaúchas. Até as 10h, 18 pessoas haviam sido presas.

A Operação Luz na Infância 2 é coordenada pelo Ministério Extraordinário da Segurança Pública e acontece simultaneamente em 24 estados e no Distrito Federal.

O trabalho realizado pela Polícia Civil gaúcha visa a apreensão de computadores e dispositivos eletrônicos onde podem estar armazenados conteúdos de pornografia infantil, que possibilitem a prisão e indiciamento de criminosos.

A ação conduzida nesta quinta é a maior investigação contra pornografia infantil e combate aos crimes contra dignidade sexual de crianças e de adolescentes no país. De acordo com a polícia, foi utilizada tecnologia e integração de informações.

Conforme a polícia, entre os presos, há um homem com antecedente por estupro.

Em apenas uma das casas que foi alvo dos mandados de busca e apreensão, em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, mais de 5,5 mil imagens de pornografia infantil foram apreendidas.

Além de armazenamento e compartilhamento de pornografia infantil, cuja prena prevista vai de 1 a 4 anos de reclusão, e é possível o pagamento de fiança, as autoridades também encontraram produção de vídeos com crianças e adolescentes, em que a pena é de até 8 anos, sem possibilidade de fiança.

Ao todo, 200 policiais participam da ação, que conta ainda com 25 peritos do Instituto Geral de Perícias do Rio Grande do Sul. 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!