Busca rápidaX

MANCHETES

‘Orçamento amarrado dificulta ações efetivas para causa animal em Ijuí’, diz secretário

4 de setembro de 2021

Posse responsável, microchipagem e castrações; este é o tripé do planejamento da Secretaria Municipal de Meio Ambiente para resolver o problema da causa animal na cidade de Ijuí. Em entrevista à Rádio Progresso o secretário adjunto Iuri Pilissão disse que um trabalho está sendo montado na atual gestão, porém o orçamento amarrado não permite que na prática essas ações aconteçam. ‘É necessário buscar o fomento necessário que permita a execução de castrações e programas que tornem a posse animal responsável’, pontuou.

Questionado sobre o que a secretaria e a coordenadoria de proteção animal fará de diferente, já que este é um problema que se arrasta por anos, Pilissão disse: “A lei municipal entrou em vigor em 2014 e muito pouco foi feito na causa animal. Estamos fazendo análises de casos e tentando, dentro do possível, executar essas iniciativas”. “Encaminhamos para a Coordenadoria de compras um orçamento conseguido com o Estado para a promoção de 200 castrações”, disse o secretário. Iuri relatou que perante a isso, a coordenadoria de proteção animal vai iniciar um estudo para agir no foco do problema, ou seja, em locais que existam uma grande comunidade de animais em vulnerabilidade. 

Sobre o Ambulatório PET, divulgado pelo próprio Prefeito Andrei Cossetin, em entrevista à RPI, o secretário disse que aguarda por um orçamento maior que deve ser disponibilizado a partir de 2022. “Na apresentação do Plano Plurianual foi divulgado que a causa animal receberá um maior aporte de dinheiro e com isso será possível agir mais rapidamente’, esclareceu Iuri. Ele citou ainda que a coordenadoria de proteção animal já realiza trabalhos, com carro próprio, em locais de concentração de animais, porém, não consegue prestar um atendimento clínico no local, o que será possível com o ambulatório Pet.

Por fim, sem se comprometer com prazos, o secretário adjunto do Meio Ambiente de Ijuí Iuri Pilissão disse que o município está se estruturando neste momento para garantir um bom atendimento aos animais e que entende a necessidade do cumprimento de uma ação judicial e da própria lei municipal. Na última quinta-feira(02) os planos para a resolução deste problema foi apresentado em reunião com o Ministério Público de Ijuí 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!