Busca rápidaX

Órgãos de proteção registram baixo número de ocorrências envolvendo menores na Expo

23 de outubro de 2019

Uma série de medidas têm sido adotadas, nos últimos anos, para regrar a permanência de menores de idade no Parque de Exposições Wanderley Burmann, durante as programações da Expo-Ijuí/Fenadi.

Em 2019 não foi diferente, com a publicação de uma portaria do poder Judiciário, que determinou que menores de idade não poderiam permanecer no Parque após a 1h, mesmo que na companhia de pais ou responsáveis. Além disso, as casas étnicas fixaram cartazes informando sobre a proibição de venda e fornecimento de bebidas alcoólicas para crianças e adolescentes.

A novidade da edição deste ano da Expo foi a criação de um espaço destinado aos menores de idade na Arena de Shows, para controle efetivo das documentações exigidas pela portaria do Judiciário.

“Tivemos uma feira tranquila, com poucas ocorrências. Durante a feira confeccionamos quatro Boletins de Ocorrência, a maioria por documentação falsa, além de quatro pessoas que não puderam entrar no show porque a documentação exigida não foi apresentada. Mas não tivemos, por exemplo, nenhum flagrante de menor consumindo bebida alcoólica, então o trabalho foi muito positivo e surtiu efeito”, avalia a coordenadora do Conselho Tutelar de Ijuí, Juliana Tolfo.

Ela destacou, também, a importância do trabalho de fiscalização do Ministério Público e do Judiciário, que atuaram intensamente para evitar ocorrências com menores de idade durante a Expo.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí.

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!