Busca rápidaX

Osmar Terra critica o sistema de bandeiras do Estado no enfrentamento a COVID-19, “tudo improvisado”

12 de agosto de 2020

Em entrevista à Rádio Progresso nesta quarta-feira (12), o Deputado Federal Osmar Terra (MDB) voltou a criticar o protocolo de isolamento social controlado promovido pelo Governo do Estado através do sistema de Bandeiras. Segundo o parlamentar isso foi uma invenção que nunca dará certo.

Ex-Secretário da Saúde do Rio Grande do Sul, Terra disse que ‘trancar’ as pessoas em casa não faz com que o vírus pare de circular, pelo contrário. Segundo ele, isso acelera o processo de infecção, além de destruir a economia. “50% das mortes por COVID-19 são idosos que moravam em asilos, só isso já demonstra que mesmo em casa, as pessoas não estão protegidas”, disse.

Osmar Terra explicou que o vírus tem seguido o seu ciclo normal. “Toda a epidemia viral tem o seu curso natural, infelizmente muitas pessoas perdem a vida neste período. Assim foi com o H1N1, Dengue ou Febre Amarela, e nenhuma delas derrubou a economia”, ressaltou o deputado. Osmar Terra também compara os números do Brasil com outros países que enfrentaram a pandemia sem precisar fechar as portas do comércio. Citou Suécia, Coréia do Norte, Japão e até a China, epicentro da pandemia da Covid-19, como casos de sucesso que nunca cogitaram o fechamento total de suas economias. “Os métodos aplicados pelos governadores foram todos improvisados, desesperados, achando que iriam atacar uma pandemia trancando as pessoas em casa, pura invenção”, disse Terra.

Por fim, Osmar Terra explicou que em conjunto com entidades ligadas ao comércio e indústria, elaborou um documento endereçado ao Governo do Estado, onde indica que é necessário promover a testagem em massa da população. Conforme o parlamentar, só assim os casos serão identificados e isolados de uma maneira inteligente, sem prejudicar, ainda mais, a frágil economia do Rio Grande do Sul.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!