Busca rápidaX

MANCHETES

Panambi decreta emergência em razão da estiagem

24 de janeiro de 2022

A prefeitura de Panambi decretou, nesta segunda-feira, situação de emergência no município em razão da estiagem. Nos  últimos dias, a administração municipal passou a entregar água potável nas localidades do interior. A falta de água, somado ao dano econômico, fundamentou a decretação de emergência.

Uma das condições permitidas com o decreto emergência é a renegociação de dívidas bancárias, por parte dos produtores rurais, junto aos programas PRONAF e PROAGRO. O documento, agora, segue para homologação do Estado e do Governo Federal.

O último relatório emitido pela Emater, em parceria com a secretaria de Desenvolvimento Econômico e Ambiental de Panambi, no dia 11 de janeiro, já estimava perdas de mais de R$ 48 milhões no milho, milho para silagem, soja e pecuária leiteira, em Panambi. Mas a cada dia que passa, os prejuízos aumentam e também as pessoas passam a ser impactadas pela falta de água. 

Além da intensificação dos trabalhos para abertura de bebedouros e açudes e manutenção dos poços artesianos, o Município investiu na aquisição de um tanque para água potável que possa ser transportado no caminhão da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, adquirido ainda no ano de 2020.

Após duas licitações que não tiveram fornecedores interessados, a Cotripal foi importante na parceria para conseguir fornecedor que entregasse o tanque em tempo hábil, também auxiliando na compra do equipamento, intermediada pelo secretário Rafael Jacques de Oliveira e equipe da SDE.

O prefeito Daniel Hinnah visitou a propriedade que recebeu a primeira remessa com o novo tanque, acompanhando o coordenador da agricultura, Vanderlei Silveira de Oliveira e os demais servidores da SDE, para também verificar como a situação está se agravando a cada dia.

Fonte: Rádio Progresso e prefeitura
error: Conteúdo protegido!