Busca rápidaX

Pandemia agrava problemas de saúde mental e aumenta procura por atendimento em Ijuí

22 de agosto de 2020

A pandemia tem agravado os problemas de saúde mental. Conforme o psiquiatra Bruno Guidolin, que atua na rede de saúde de Ijuí, no município foram mantidos os atendimentos dos CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) desde o início da pandemia. Além dos pacientes que já faziam os tratamentos, houve um aumento, segundo ele, tanto no CAPS Colmeia 2 quanto no Hospital de Caridade de Ijuí na procura por atendimento em virtude de transtornos ansiosos, transtorno de pânico e sintomas depressivos.

Afora o número maior de pacientes, o médico reforça que profissionais da saúde também tem apresentado elevado nível de stress em virtude da pressão, das exigências e da incerteza gerada pela pandemia. Principalmente aqueles que trabalham diretamente em emergências e na linha de frente de combate a Covid-19.

Bruno Guidolin afirma que a Sociedade Brasileira de Psiquiatria fez um levantamento junto aos médicos sobre os índices de atendimento durante a pandemia. Conforme a entidade, 47% dos psiquiatras entrevistados perceberam aumento de atendimentos durante este período. 67% receberam pacientes novos que nunca haviam procurado atendimento por sintomas psiquiátricos. Quase 70% dos psiquiatras falaram que passaram a receber novamente em seus consultórios pacientes que já tinham recebido alta. E 89% relatam agravamento dos quadros dos pacientes com algum tipo de transtorno mental.

E essa situação foi sentida pelo médico em Ijuí. Segundo Bruno Guidolin, no próprio CAPS ele percebeu que muitos pacientes que já estavam melhores e acabaram piorando e tendo o agravamento de suas enfermidades durante a pandemia. Bruno reforça que existem ainda levantamentos que apontam aumento no uso de medicamentos ansiolíticos e antidepressivos neste período.

A orientação do psiquiatra é tentar manter rotina dentro de casa, com horários e lugares específicos para home office, por exemplo, e para lazer. Além da manutenção de hábitos saudáveis como ler, assistir filmes, ter rotina de exercícios físicos e pegar sol. Para finalizar, o psiquiatra reforça que manter contatos sociais é importante, mesmo que através de ligações, videochamadas e plataformas digitais.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!