Busca rápidaX

Pandemia e preço do frete são motivos de reflexão para Sinditac no Dia do Colono e Motorista

24 de julho de 2020

Além da restrição da economia que já era registrada antes da Covid-19, agora a pandemia prejudica ainda mais a área do transporte de cargas. Segundo o presidente do Sinditac – Sindicato dos Trabalhadores Autônomos de Carga da região Noroeste do Rio Grande do Sul – Carlos Alberto Dahmer, se o país cresce, o transporte é beneficiado, caso contrário, os caminhoneiros sofrem.

Por outro lado, Dahmer ressalta a preocupação dos transportadores que se expõe diariamente à Covid-19, visto que precisam circular com os veículos para manter a renda. Esse são temas de reflexão também para o Dia do Colono e Motorista, que vai transcorrer neste sábado, 25.

O presidente do Sindicat, cuja sede é Ijuí, observa que os caminhoneiros não têm nenhum apoio financeiro durante a pandemia, até porque, o governo federal vetou a inclusão da categoria no auxílio emergencial de 600 reais.

Carlos Alberto Dahmer destaca que ainda é aguardado que o Supremo Tribunal Federal julgue o projeto que estabelece o preço mínimo do frete, medida bastante esperada, pois se a matéria for aprovada, os transportadores de cargas vão ter segurança de um ganho mínimo.

O preço do óleo diesel até teve redução, atualmente numa media de 3 reais e 10 centavos na região de Ijuí. Porém, conforme Dahmer, o que tem ajudado no combustível é a participação da Cooperativa dos Transportadores Autônomos de Cargas – também sediada em Ijuí.

Isso porque, a entidade faz aquisição de óleo diesel em grande quantidade; com isso, os associados têm custo de 2 reais e 90 centavos por litro. Em razão da Covid-19, não haverá programação para marcar o Dia do Colono e Motorista.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí