Busca rápidaX

MANCHETES

Pandemia fez crescer indústria de apostas, mostra pesquisa

30 de agosto de 2021

Relatório mostra que cassinos online movimentaram 72 bilhões de dólares em 2020

A pandemia causada pela COVID-19 teve um impacto significativo em todos os principais setores da sociedade. Da educação ao entretenimento, passando pela saúde e também na alimentação, tudo foi afetado pela maior crise sanitária da história da humanidade. Ainda assim, alguns setores conseguiram superar melhor essa realidade e cresceram substancialmente, mesmo em um momento de incertezas.

Quando analisamos o setor de apostas, é preciso ter em mente que apenas uma parcela desse mercado sofreu com a pandemia: os cassinos físicos. Espaços históricos, como os luxuosos hotéis em Las Vegas, Macau ou Bangkok precisaram permanecer fechados para evitar a proliferação do vírus. Sem viagens, circulação de pessoas e apostadores, esses espaços definharam.

Agora, com a vacinação em massa, eles tentam recuperar um público que ainda não se sente totalmente confortável em permanecer em ambientes fechados por um longo período de tempo. Esse mesmo público, fiel ao hábito das apostas, acabou encontrando uma saída para manter a prática. Isso se reflete no bom resultados das plataformas online da indústria de apostas.

São pessoas que querem jogar roleta online gratis, blackjack, pôquer, bingo, entre outras modalidades. Há gente experiente, que quer ganhar dinheiro, e um público que só quer se divertir e buscar um passatempo em frente ao computador. Ainda assim, o que se tem visto é um crescimento exponencial nos valores movimentados por essa indústria.

Todos os anos, quase 51% da população mundial se envolve em algum tipo de jogo online, o que implica ganhos financeiros claros às empresas do setor. De acordo com uma pesquisa sobre participação em jogos de azar em 2020: 18% dos entrevistados jogaram pelo menos uma vez online em 2019. Em 2020, o mercado de apostas online está avaliado em 72 bilhões de dólares (cerca de R$ 400 bilhões).

Os dados estão em um levantamento mundial feito pela consultoria Cisco, especializada em pesquisas de grande porte. De acordo com o documento, o número total de usuários da Internet em todo o mundo deve crescer de 3,9 bilhões em 2018 para 5,3 bilhões em 2023, sobretudo entre os smartphones.

Esse dado é significativo para as empresas de apostas online, que se escoram no aumento do uso da internet para aprimorar seus sites e opções de jogos para uma população cada vez mais conectada. O relatório mostra que, durante a pandemia, tudo se tornou digital. A indústria de jogos de azar online foi a que mais se beneficiou, com um crescimento de cerca de 10% em relação a 2019.

Michelle Thomas, um dos especialistas em plataformas online envolvido na pesquisa, afirmou que a conveniência em apostar em casa, sem precisar sair ou se expor, foi algo decisivo nesse avanço. O analista também aponta um cenário cada vez mais real, que tem a ver com os avanços tecnológicos dos sites de apostas online.

Tem sido cada vez mais comum a utilização de técnicas para causar uma imersão total do jogador em um ambiente que se assemelhe ao cassino da vida real. Assim, jogadores mais tradicionais podem curtir como se estivessem em uma sala. Para isso, muitas plataformas estão investindo pesado em Realidade Virtual, elevando a oferta de jogos a um nível ainda desconhecido para o público.

De acordo com o relatório da Cisco, a indústria de jogos de casino online foi muito influenciada pela realidade aumentada e realidade virtual ao longo da pandemia. Estimativas da consultoria afirmam que a utilização dessa tecnologia gerou um aumento de 30% nas plataformas, sobretudo de pessoas que migraram dos cassinos físicos.

Diante disso, a expansão do mercado de apostas, sobretudo das plataformas online, é uma realidade. Ainda que a pandemia diminua e a circulação de pessoas se aproxime da normalidade novamente, não é de se imaginar que esse fluxo de usuários diminua. Ao contrário: os investimentos realizados até agora parecem assegurar um público cada vez mais fiel à prática.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!