Busca rápidaX

MANCHETES

Para novo presidente da Famurs, realizar as eleições municipais neste ano beira a irresponsabilidade

2 de julho de 2020

A posse da direção da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul, para a gestão 2020/2021, vai acontecer na próxima quarta-feira, 08. Vai assumir a presidente o prefeito de Taquari, Emanuel Hassen de Jesus (foto), do PT.

Em entrevista na Progresso, ele disse que os desafios mais imediatos da nova administração da Famurs se referem ao combate e consequências da Covid-19, além das eleições municipais. No tocante às eleições para prefeito, vice e vereadores, enfatizou que a federação dos municípios gaúchos defende a transferência do pleito deste ano.

A sugestão é que as eleições aconteçam no ano que vem ou em 2022, nesse último caso, com unificação com as eleições gerais do país. O futuro presidente da Famurs frisou que realizar as eleições municipais neste ano beira a irresponsabilidade, devido à pandemia, ou seja, é muito perigoso colocar as pessoas nas ruas para a campanha eleitoral e depois para a votação.

Para Emanuel Hassen de Jesus, não adianta prorrogar o pleito para novembro, ao invés de outubro, pois seguirá o problema do novo coronavírus. Nesta semana, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luis Roberto Barroso, informou que se em agosto a pandemia ainda estiver em alta no Brasil, a eleição poderá ficar para 2021.

Porém, ontem a Câmara dos Deputados aprovou a Proposta de Emenda à Constituição que adia as eleições municipais de outubro para novembro deste ano e muda outros prazos. O texto segue, agora, para promulgação em sessão do Congresso.

O primeiro turno das eleições municipais passa de 4 de outubro para 15 de novembro. O segundo turno, onde houver, passaria de 25 de outubro para 29 de novembro. O prazo para convenções partidárias e definição sobre coligações ficou para o período de 31 de agosto a 16 de setembro.

O registro das candidaturas pode ser feito até 26 de setembro. A propaganda eleitoral vai começar após 26 de setembro. Já a diplomação dos candidatos eleitos em todo país, salvo nos casos em que as eleições ainda não tiverem sido realizadas, deve acontecer até 18 de dezembro. No caso de estados, se não houver condições sanitárias em razão da Covid-19, podem ser definidas novas datas para as eleições municipais.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!