Busca rápidaX

Para participantes da Marcha dos Prefeitos, escândalo do governo federal prejudica resultados do evento

18 de maio de 2017
A Marcha dos Prefeitos a Brasília foi ofuscada devido ao escândalo ocorrido envolvendo, entre outros, o presidente da República, Michel Temer, acusado de dar aval para pagamento de propina para o deputado cassado, Eduardo Cunha. Hoje, ao participar da cobertura da Progresso, o ex-chefe do executivo de São Miguel das Missões e agora coordenador técnico da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Mário Nascimento, disse para a reportagem ser bom o que está acontecendo.

Márcio Nascimentos afirmou também que se forem comprovadas as acusações contra Michel Temer, não haverá outra alternativa a não ser a sua renúncia, até para acelerar o processo para ser colocado outro presidente, que precisa ter credibilidade no mercado financeiro. Para Mário Nascimento, cerca de 90% da Câmara dos Deputados e do Senado estão contaminados e que é necessário passar o Brasil a limpo. 

Já para o prefeito de Roque Gonzáles, João Hass, as votações acertadas devem ser adiadas como, por exemplo, o projeto que trata do ISS. Frisou que sem duvida a capital federal estremeceu devido às informações divulgadas. Para simplificar citou o seguinte ditado popular. “Cabeça de político e feijão só se amolece na pressão”.
 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!