Busca rápidaX

PDT deverá deixar base aliada do governo gaúcho e manter posição independente

8 de março de 2017
A tendência é que o PDT deixe a base aliada do governo do Rio Grande do Sul. A informação foi repassada em entrevista na Progresso pelo presidente estadual da sigla, deputado federal, Pompeo de Mattos. Disse que no dia 10 do próximo mês o diretório estadual vai estar reunido para decidir se fica ou não no governo Sartori. No entanto, a maior possibilidade é que o PDT passe atuar de maneira independente.

Pompeo de Mattos explicou que a sigla ajudou o atual Executivo gaúcho em muitos projetos, mas não concorda, especialmente, com as privatizações propostas pelo Estado, ou seja, venda da CEEE, Sulgás e Companhia Estadual de Mineração. Além disso, o parlamentar comentou que o PDT vai ter candidatura própria para o governo gaúcho nas eleições do próximo ano.

Dentre os nomes sugeridos para concorrer a governador estão do ex-prefeito de Canoas, Jairo Jorge, também do ex-prefeito de Porto Alegre, José Fortunatti, além de Vieira da Cunha. Para Presidência da República, Pompeo de Mattos frisou que o partido também quer ter nome próprio e possivelmente vai concorrer com Ciro Gomes.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!