Busca rápidaX

MANCHETES

PDT oficializa saída do governo Sartori

11 de abril de 2017
O PDT do Rio Grande do Sul anunciou na noite desta segunda-feira (10) a saída da base aliada do governo estadual. A decisão foi tomada durante uma sessão plenária realizada na sede do partido, na qual 200 filiados votaram pelo desembarque e apenas sete pela permanência.

Posicionaram-se a favor da saída a deputada Juliana Brizola e o deputado Afonso Motta. O parlamentar Gilmar Sossela, ex-presidente da Assembleia, e o suplente Vinícius Ribeiro usaram a tribuna para manifestar posição pela permanência na base governista.

Segundo a nota divulgada pelo PDT, as galerias da sede gaúcha do partido lotaram com servidores de fundações do governo que serão extintas devido à aprovação do pacote de ajuste fiscal do governo estadual. Também compareceram, ainda de acordo com a legenda, trabalhadores de empresas públicas que poderão ser privatizadas sem a necessidade de plebiscito, de acordo com um projeto do Piratini que ainda não foi votado.

Durante a eleição de 2014, o PDT teve Vieira da Cunha como candidato ao Piratini. Em dezembro de 2014, a legenda aprovou a entrada no governo. O partido tem sete deputados na Assembleia. Além de Juliana, Motta e Sossela, compõem a bancada Ciro Simoni, Eduardo Loureiro, Enio Bacci, Gerson Burmann e Marlon Santos.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!