Busca rápidaX

Perdas estimadas devido a estiagem chegam a quase R$ 159 milhões em Ijuí

26 de março de 2020
Soja é uma das principais culturas com perdas consideráveis em razão da falta de chuva

Uma reunião às 9 horas de hoje na prefeitura de Ijuí vai debater a situação da estiagem no município. Participarão o próprio Executivo, ainda a Defesa Civil, Emater e sindicatos rurais. Existe possibilidade da prefeitura decretar situação de emergência, até para facilitar que os agricultores tenham acesso à renegociação de financiamentos.

Levantamento atualizado pela Emater aponta que a quebra na soja chega a 44,5%. Isso significa perda estimada de 96 milhões de reais na Colmeia do Trabalho. Em relação ao milho, se contabilizar milho de primeira e segunda safra, as perdas ficam em cerca de 12 milhões de reais.

Em função da falta de chuva, também aumentou as perdas na produção leiteira de Ijuí, que chegam a 30%, ou seja, em torno de 34 milhões, 650 mil reais. Além disso, a estiagem causa quebra na bovinocultura de corte, piscicultura, citros, hortigranjeiros, feijão, dentre outros, o que resulta num prejuízo total de 158 milhões, 942 mil reais na produção agrícola ijuiense.

A Emater tem mais de 100 perícias de Proagro para fazer em lavouras de soja, porém, o trabalho está acumulado em razão da restrição de circulação, devido ao coronavírus. Mesmo com bastante perda na produção de soja em Ijuí, vários pedidos de Proagro são recusados em razão do alto preço da saca de soja do momento, o que, no cálculo final, significa que o rendimento cobre o valor do custeio.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!