Busca rápidaX

MANCHETES

‘Perseguições políticas motivam demissões no HCI’, diz vereador Pompeo

30 de março de 2021

A grande discussão durante a reunião desta Segunda Feira (29) da Câmara Municipal de Vereadores de Ijuí, foi justamente o teor das demissões e da utilização dos recursos captados, durante os últimos meses, por parte do Hospital de Caridade de Ijuí. O vereador Matheus Pompeo (PDT) disse que esse esforço da comunidade e do poder público em ajudar o Hospital de Caridade, está sendo empregado no pagamento de rescisões contratuais de funcionários da instituição. Ao utilizar a tribuna do parlamento o vereador afirmou que o Hospital aplicou R$1,5milhões no pagamento de demissões desde Janeiro deste ano.

“O momento que vivemos no enfrentamento da COVID-19 requer todos os profissionais qualificados na linha de frente, e ver a diretoria demitir por carta funcionários como Dr. Fábio Frank, com um currículo impecável, que levou Ijuí para o mundo com suas pesquisas é assustador” disse Pompeo. “São várias as demissões de profissionais competentes por pura perseguição política, além dos valores das suas rescisões, esses recursos podiam estar sendo investidos para o combate da Covid, mas a diretoria prefere ir e lançar campanhas para captação de recursos e depois demitir funcionários”, completou.

Matheus Pompeo disse que sempre votará favorável a qualquer envio de recurso aos hospitais, porém, cobrou transparência por parte da instituição no que se refere ao investimento desses valores. “Porque o hospital não monta uma grande campanha de sócios?. Se 1% da população que precisa do HCI se associar serão R$8milhões captados.” explanou.

A reportagem da Rádio Progresso tentou contato com a direção do HCI para esclarecer o tema, porém, não houve interesse de manifestação por parte da entidade.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!