Busca rápidaX

Pesquisa aponta que pessoas com Hepatite C têm mais chances de desenvolver diabetes

21 de julho de 2017
Uma pesquisa feita nos Estados Unidos chamam a atenção para um alerta: pessoas que possuem doenças virais têm mais chances de desenvolver diabetes. É o caso da hepatite C, infecção causada por um vírus que afeta, principalmente, o fígado.

O vírus da hepatite C é capaz de interferir na efetivação da insulina (substância que controle o açúcar no sangue), bloqueando parte da ação dela. Quando o trabalho da insulina é bloqueado, o corpo precisa produzi-la em maior escala para manter o nível normal de açúcar, o que faz o indivíduo criar resistência a ela. Com o tempo, o alto nível de insulina somado à baixa quantidade de açúcar pode acarretar uma pré-diabete.

Um dos estudos feitos nos EUA mostrou que pessoas já diagnosticadas com hepatite C tinham quatro vezes mais chances de ter diabete tipo 2 do que aquelas que nunca tiveram contato com o vírus. A incidência era maior, principalmente, em pacientes na faixa dos 40 aos 65 anos de idade.

A relação entre as duas doenças ganhou mais força anos depois quando pesquisadores eliminaram o vírus da hepatite C do organismo. O resultado foi a melhora da resistência à insulina, que desapareceu gradativamente. Porém, quando o vírus voltava, o nível de resistência também subia.

Os estudos revelaram também que quanto maior a resistência à insulina, maior era o grau de lesão no fígado. As alterações provocadas no processamento do açúcar no organismo resultam em acúmulo de gordura nesse órgão, o que pode complicar ainda mais o quadro hepático, chegando à cirrose e ao câncer.
 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!