Busca rápidaX

PF investiga suspeita de desvios de recursos públicos em convênio entre UFRGS e fundação

21 de março de 2019
Foto: Polícia Federal/divulgação

A Polícia Federal realizou, na manhã desta quinta-feira (21), uma operação para apurar possíveis desvios de recursos públicos em um convênio firmado entre a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), através da Superintendência de Infraestrutura (SUINFRA), e a Fundação de Apoio à instituição (FAURGS).

Cerca de 40 policiais federais cumpriram 11 mandados de busca e apreensão em Porto Alegre (9), Viamão (1) e Gravataí (1). Arquivos digitais, documentos e celulares foram apreendidos. A Justiça Federal determinou o afastamento cautelar de cinco servidores públicos e medidas de bloqueio de contas e de veículos de pessoas investigadas.

A UFRGS informou que não vai se manifestar no momento, pois a reitoria ainda não sabe qual é o teor das acusações. A suspeita da PF é de que mais de 100 pessoas podem ter sido favorecidas pela aplicação irregular dos recursos do convênio. Os investigados poderão responder por crimes como peculato, falsidade ideológica e associação criminosa.

O convênio estabeleceu o repasse de R$ 11,4 milhões à FAURGS para elaboração conjunta de projetos nas áreas de engenharia e arquitetura, com vigência nos anos de 2015 a 2017. O inquérito apura pagamentos com indicativo de irregularidades, em favor de beneficiários selecionados sem critérios técnicos e que, muitas vezes, já são vinculados à universidade.

Conforme a PF, em alguns casos, o esquema funcionava para complementar a renda dos servidores investigados. Há relatos de profissionais, que já tinham formação na área objeto do convênio, e mesmo assim recebiam bolsas.

A operação recebeu o nome de Alforje, que significa um tipo de bolsa composta por dois compartimentos, distribuídos de forma que o peso de um seja contrabalanceado pelo do outro.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: G1

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido !!!