Busca rápidaX

PMs presos são investigados por desviar drogas, munição e dinheiro

16 de maio de 2019

Oito policiais militares foram afastados em uma operação da Corregedoria-Geral da Brigada Militar  na quarta-feira (15) são investigados por desviar drogas, munição e dinheiro. Do total, três foram presos – um em Porto Alegre e dois em Canoas, na Região Metropolitana da capital. 

Uma fonte ouvida pela reportagem, que terá o nome preservado, afirma que os PMs, em uma das ocorrências, apreenderam duas armas e 30 munições. Ao fazer o registro, apresentaram metade das cápsulas. Não se sabe o que fariam com o material, mas se descarta ligação com o tráfico de drogas.  Uma das hipóteses levantadas é de que um dos PMs seja usuário de drogas e estaria desviando entorpecentes para consumo próprio. 

Dos oito afastados, sete atuavam no 15º Batalhão de Canoas e um em Porto Alegre – o local de atuação não foi divulgado para não atrapalhar as investigações. Os PMs, além de colegas de trabalho, eram amigos próximos. Dos oito, sete são soldados e um é sargento. Dos três presos, dois são de Canoas e um é de Porto Alegre. A Corregedoria também cumpriu mandados de busca e apreensão em Jaguarão, na Fronteira, na casa de um dos investigados de Canoas. 

Conforme o corregedor-geral da BM, coronel Marcio Roberto Galdin, os policiais estão sendo investigados desde agosto do ano passado. Sem dar detalhes, o oficial explicou que as situações não começaram a ser apuradas por denúncias, mas por outro motivo, não especificado:  

— O policial tem que ter total lisura em relação a seus atos. O policial é referência para toda uma comunidade. Fizemos essa investigação para manutenção da disciplina.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Gaúcha ZH

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido !!!