Busca rápidaX

MANCHETES

Polícia Civil prende mãe e padrasto suspeitos por morte de menino de três anos e lesões na irmã gêmea, em Pelotas

27 de novembro de 2017
A Polícia Civil, através da Delegacia de Polícia da Criança e Adolescente (DPCA), prendeu nesse domingo (26) uma mulher e um homem, em Pelotas e Canguçu, respectivamente. Segundo o delegado Osmar Silveira do Anjos, a mãe e o padrasto são suspeito pela morte de um menino, de três anos, e pelas lesões na irmã gêmea. 

Na madrugada de sábado (25) a mãe teria ido à Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Pelotas, onde informou que seu filho havia falecido. De acordo com ela, o menino teria passado mal após ingerir leite com achocolatado. Ela teria chamado a SAMU, que ainda tentou reanimar a criança, sem sucesso. Os médicos acionaram o serviço de assistência social, motivo pelo qual o Conselho Tutelar compareceu ao hospital e encaminhou a mãe à Polícia Civil para efetuar o registro.

A irmã gêmea do menino, que havia morrido na madrugada, também foi levada ao hospital na tarde do mesmo dia, cheia de hematomas. Os suspeitos disseram que a menina havia caído da escada. Foram constatados os hematomas na menina, varias lesões e fratura no braço esquerdo, além de suspeita de abuso sexual. Devido a morte do irmão e as lesões que a menina apresentava, como medida de proteção os outros irmãos estão sob custódia do Conselho Tutelar. 

Diante das declarações foi solicitada a prisão preventiva da mãe e do padrasto, que foi deferido pela justiça. No domingo (26) policiais da Delegacia de Polícia da Criança e Adolescente (DPCA) de Pelotas, prenderam no início da tarde a mãe das crianças e por volta das 18h, prenderam o padrasto, que já havia fugido para a cidade de Canguçu. Os agentes da DPCA, contaram com a ajuda dos policiais de DP/Canguçu, que encontraram o padrasto, na localidade denominada Estrada da Glória – relatou o delegado. 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!