Busca rápidaX

MANCHETES

Polícia Federal investiga esquema de fraudes em aposentadorias de militares no RS

21 de agosto de 2017
Um esquema fraudulento que age na obtenção de aposentadoria de militares é alvo de uma operação da Polícia Federal (PF), na manhã desta segunda-feira (21). A investigação flagrou pessoas com diagnósticos que as incapacitariam para a atividade militar mantendo rotinas normais e até trabalhando em outras áreas. São cumpridos três mandados de condução coercitiva e dois de busca e apreensão em Canoas e Novo Hamburgo. Até as 8h30min, uma pessoa foi presa. 

De acordo com a PF, a fraude consistia na apresentação de atestados médicos falsos, com indicação de doenças psiquiátricas, para enganar os órgãos militares. O objetivo era manter militares temporários vinculados ao Exército para supostos tratamentos de saúde e, depois, para obtenção da reforma militar. Um escritório de advocacia de Canoas é investigado por fazer as ações judiciais. 

Os crimes apurados pela PF são estelionato e falsidade ideológica. Ainda não há informações sobre o prejuízo causado e o número exato de pessoas envolvidas nas fraudes. Apoiam a chamada "Operação Reformados" a Polícia Judiciária Militar, Ministério Público Militar e Advocacia-Geral da União. 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!