Busca rápidaX

Posse de Bolsonaro infla turismo e afeta hotéis e aeroportos em Brasília

29 de dezembro de 2018

Com público estimado de 250 a 500 mil pessoas, a posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), marcada para 1º de janeiro de 2019, praticamente esgotou a oferta de hotéis de luxo em Brasília, segundo informações da Secretaria de Turismo do Distrito Federal. Em relação a opções de hospedagem de padrão médio, restam poucas unidades à disposição. O DF tem 279 estabelecimentos como hotéis e pousadas, de todos os tipos e categorias, segundo levantamento produzido pelo Ministério do Turismo.

De acordo com a Secretaria de Turismo do governo do DF, a taxa de ocupação nos hotéis da cidade deve atingir mais de 85%. A expectativa é corroborada pelo Sindhobar (Sindicato dos Hotéis, Bares e Restaurantes do Distrito Federal).

Mesmo com o feriado, um a cada dez restaurantes de Brasília abrirá as portas no dia 1º de janeiro. A iminência da posse de Bolsonaro vem mexendo não só com o cenário político da capital federal, mas também com o fluxo aéreo. De acordo com a concessionária Inframérica, há estimativa de 2.310 pousos e decolagens no período entre os dias 27 de dezembro e 2 de janeiro.

O mês inteiro deve apresentar um aumento de 4% no número de passageiros em comparação com com o mesmo mês do ano passado. A Inframérica informou que, devido ao aumento da demanda, as polícias Federal, Militar e Civil vão aumentar o efetivo empregado no aeroporto –números, no entanto, não foram divulgados. O reforço estará presente do balão do aeroporto até a área de embarque, segundo a empresa. Todo o sítio aeroportuário também contará com o apoio do BPCães (Batalhão de Policiamento com Cães) e do BPTrans (Batalhão de Trânsito).

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: noticias.uol.com.br
error: Conteúdo protegido!