Busca rápidaX

MANCHETES

Pré-candidato do PT ao governo gaúcho entende que é possível pagar em dia salários do funcionalismo

13 de dezembro de 2017

Aclamado como pré-candidato do partido dos trabalhadores ao governo do Estado em 2018, Miguel Rossetto espera liderar um projeto que una a esquerda gaúcha em oposição ao governo de José Ivo Sartori (PMDB). O ex-ministro dos governos Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, criticou, em entrevista a Rádio Progresso, o acordo de adesão do Estado ao Regime de Recuperação Fiscal do governo federal, e diz ser possível pagar em dia o salário do funcionalismo e defende encontro de contas entre os créditos da Lei Kandir e a dívida com a União.

Rosseto explanou ainda, que deve prolongar este debate com a população gaúcha, mostrando que o estado é capaz de pagar seus servidores em dia, mesmo nas condições atuais. O pré-candidato, disse ainda, que o Partido dos Trabalhadores não tem plano B, caso o Ex Presidente Lula, seja impedido de concorrer a disputa ano que vem. Rossetto acredita na absolvição de Lula, e acrescenta que ele é o único nome possível que recolocar o país nos eixos do desenvolvimento.

 

 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!