Busca rápidaX

Prefeito vai recorrer para evitar bandeira vermelha em Ijuí, mas faz apelo à comunidade

17 de julho de 2020

Após Ijuí ser classificada na bandeira vermelha do distanciamento controlado, o prefeito Valdir Heck afirmou, à RPI, que vai contestar a determinação do governo do Estado. Um dos critérios que levou Ijuí, e consequentemente vários municípios da região, para a classificação mais rígida do sistema foi a baixa oferta de vagas de UTI. No Hospital de Caridade de Ijuí, por exemplo, 18 dos 20 leitos de terapia intensiva estão ocupados, apontam dados da Secretaria Estadual da Saúde. Nas demais instituições de saúde, também não há vagas de UTI disponíveis. Segundo o prefeito, porém, não há pacientes com a Covid-19 internados em UTIs na região, o que não justificaria medidas mais restritivas. O chefe do Executivo informou que o setor jurídico já está avaliando a situação, e que em breve fará comunicação formal ao Estado para a revisão da classificação de Ijuí.

Apelo

Ao avaliar a situação do Coronavírus em Ijuí, o prefeito Valdir Heck afirmou que os fiscais estão agindo para combater o desrespeito às regras de distanciamento social. Ele contou que, desde ontem, inúmeras denúncias têm chegado à fiscalização sobre pessoas promovendo tríduos religiosos em residências, principalmente no bairro Jardim. “Isso não pode, fere as regras que estabelecemos para o bem de todos. A fiscalização está muito atenta. Lutamos muito para não ingressar na bandeira vermelha, inclusive com a contrariedade de muitos setores da nossa comunidade. Então só faço o apelo para que as pessoas fiquem em casa, evitem aglomerações e se protejam do vírus”, finalizou. Ouça abaixo a entrevista:

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí.
error: Conteúdo protegido!