Busca rápidaX

Prefeitura de Cruz Alta e Amaja alegam redução de ocupação de leitos e de respiradores para reverter bandeira vermelha

12 de julho de 2020

A prefeitura de Cruz Alta e a Associação dos Municípios do Alto Jacuí (Amaja) vão ingressar com recurso, junto ao governo gaúcho, para tentar reverter a decisão preliminar do próprio Estado, que na última sexta-feira, colocou a região na bandeira vermelha do sistema de distanciamento controlado para a Covid-19.

O recurso pode ser apresentado até hoje. Amanhã, 13, o Executivo estadual analisará os argumentos e decidirá qual a bandeira para esta próxima semana. No momento, a região de Cruz Alta está na bandeira laranja. Se passar para a cor vermelha, por exemplo, haverá restrição do funcionamento do comércio.

O Executivo de Cruz Alta e a Amaja alegam que o percentual de ocupação de leitos fora da UTI adulto, na região Covid 12, apresenta queda na média. Já a taxa de internações em leitos de UTI, no fim de semana, ficou em cerca de 56%. Anteriormente era de 58,1%.

Ainda para tentar reverter a bandeira vermelha, a região de Cruz Alta argumenta que o percentual de uso de respiradores na UTI adulto caiu de 43,8%, na última quinta-feira, para 25%, o menor índice de utilização em julho.

Especificamente em Cruz Alta, ontem, foram confirmados mais 17 casos da Covid-19. Todos estão em isolamento domiciliar. No total, o município acumula 249 casos da doença, porém, 162 pessoas estão recuperadas. Oito pessoas já morreram em Cruz Alta devido ao novo coronavírus. O óbito mais recente aconteceu na última sexta-feira.

Confira a nota da prefeitura de Cruz Alta

O município, através da Associação dos Municípios do Alto Jacuí – AMAJA -, está recorrendo da mudança de bandeira.
Alguns argumentos:
A região entende que o aumento da testagem está sendo altamente necessário e positivo para o tratamento precoce e não pode haver penalização por isso. Outro ponto é relativo aos leitos clínicos disponíveis e os ocupados. O percentual de ocupação de leitos fora UTI adulto na região Covid R-12 Cruz Alta tem queda na média, no período entre 5 a 9 de julho de 6,1% de para 5,3% no dia de hoje. Já o do Estado, no mesmo período, sobe de 19,7% para 22,6% no dia de hoje.
Ontem a taxa de ocupação de leitos de UTI era de 56,2%. Anteriormente estava em  58,1%. O percentual de uso de respiradores na UTI adulto na região Covid R-12 Cruz Alta, caiu de 43,8%, no dia 9 de junho, para 25% ontem, o menor índice de utilização em julho.
Reforçamos que o distanciamento social controlado adotado no Rio Grande do Sul, que ficou conhecido pela lógica das bandeiras, adotou desde o princípio a territorialidade como critério máximo. Portanto, o que um município faz ou deixa de fazer em matéria de prevenção reflete em toda a microrregião para a cor da bandeira trazendo reflexos na dimensão econômica. Esclarecemos que o recurso também demonstra que o número de leitos em UTI´s disponíveis aumentou desde a coleta de base da quinta-feira (que determinou a bandeira vermelha) até ontem.
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!