Busca rápidaX

MANCHETES

Prefeitura de Ijuí aguarda definição entre Estado e Famurs sobre aulas da rede estadual

18 de outubro de 2020

A semana que começa hoje é marcada pela previsão de retorno das aulas presenciais, para alunos de ensino médio de escolas estaduais da região. Seguindo calendário do Estado, a Coordenadoria Regional de Educação, com sede em Ijuí, projeta a retomada das atividades para a próxima quarta-feira, dia 21 de outubro. O problema é que, em reunião na última semana, os 11 prefeitos dos municípios que compõem a Associação Regional de Municípios, Amuplam, definiram que as aulas em escolas públicas não devem ocorrer de forma presencial até o fim do ano. Como as prefeituras não podem interferir em determinações da rede estadual de educação, um impasse está estabelecido. Segundo o secretário de Governo de Ijuí, Telmo Alves, a questão será discutida em reunião agendada para a próxima quinta-feira, entre o governador Eduardo Leite e representantes da Famurs, entidade que representa as prefeituras gaúchas. Os prefeitos querem que Leite retire a condicionante que fez, relacionada ao retorno de eventos e abertura de quadras esportivas. Por determinação do Estado, esses locais só poderão permanecer funcionando se as aulas presenciais também puderem ser retomadas. O presidente da Amuplam, e prefeito de Pejuçara, Eduardo Buzatti, classificou a atitude de Eduardo Leite como uma chantagem às prefeituras. Em Ijuí, a prefeitura diz que vai aguardar as deliberações da reunião de quinta-feira, o que abre espaço para um possível retorno das escolas estaduais já na terça. De qualquer maneira, o município não vai disponibilizar transporte escolar aos alunos da rede estadual. Isso porque o Estado não efetua repasses à prefeitura desde março, e também porque o transporte é ofertado conjuntamente para os alunos da rede municipal de ensino, que não terão mais aulas presenciais neste ano.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí.
error: Conteúdo protegido!