Busca rápidaX

MANCHETES

Prefeitura de Jóia anuncia nova proposta para precatórios e descarta turno único

13 de novembro de 2018

O Poder Executivo de Jóia vai realizar cortes de alguns gastos, principalmente para pagamento de dívidas que se arrastam ao longo dos últimos anos. O prefeito, Adriano Marangon de Lima, durante entrevista hoje pela manhã na Progresso, disse que a principal preocupação é com a quitação de precatórios com servidores municipais, cujo débito é de 3 milhões, 560 mil reais.

A nova proposta estabelece pagamento de duas parcelas, neste ano, cada uma de 140 mil reais; após, de janeiro a maio de 2019, parcelas mensais de 170 mil; e, na sequência, parcelas mensais de 100 mil reais. Adriano Marangon de Lima frisou a urgência de pagar os precatórios, com valores desde o ano de 2011, além de convênios de gestões passadas e recursos para credores, para que o município de Jóia não fique inadimplente perante governos federal e estadual e evitar prejuízos na busca de projetos.

Na mesma entrevista na RPI, o prefeito descartou a implantação de turno único na prefeitura de Jóia. Também anunciou que ontem o Executivo joiense depositou a segunda e última parcela do 13º salário deste ano para o funcionalismo municipal, com valor total de aproximadamente 460 mil reais. Entre quinta-feira, 15, e domingo, 18, servidores municipais de Jóia participarão do Enespref, em São Sepé, que é o encontro entre prefeituras.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!