Busca rápidaX

MANCHETES

Prefeitura de Porto Alegre anuncia construção de novo hospital em 35 dias

29 de abril de 2020
Simulação da fachada do hospital — Foto: Reprodução / Prefeitura de Porto Alegre

A Prefeitura de Porto Alegre anunciou na manhã desta quarta-feira (29) a construção de um novo hospital com 62 leitos na cidade. A previsão é de que esteja pronto em 35 dias. As estruturas em módulos metálicos começaram a ser montadas nesta terça (28), quando inicia o prazo estipulado para o término da construção. A unidade ficará junto ao Hospital Independência, para que possa ser utilizada a estrutura do local.

A unidade será 100% SUS e contará com 14 quartos individuais e 10 quartos coletivos, além de sanitários, áreas de apoio, posto de enfermagem, sala de serviços, rouparia, farmácia, entre outros. Está prevista a contratação de mais 100 funcionários por parte do Hospital Divina Providência, que administra o Independência. O investimento total é de mais de R$ 10 milhões.

O atendimento, no início, será apenas para pacientes com a Covid-19, segundo o secretário de saúde da Capital, Pablo Sturmer. “Os leitos são de retaguarda clínica. É um apoio para que os pacientes de UTI possam migrar para esses leitos. Nada impede que possamos instalar respiradores neles, mas primeiramente serão de retaguarda”, destaca.

Novo hospital para a cidade

O projeto tem apoio e patrocínio da Gerdau, do Grupo Zaffari, da Ipiranga e do Hospital Moinhos de Vento, que vai ajudar com a gestão hospitalar, equipamentos, estruturas e insumos.
 
De acordo com o prefeito de Porto Alegre Nelson Marchezan Jr., na criação do projeto foi descartada a ideia inicial de um hospital de campanha, para que fosse possível a construção de uma estrutura de um hospital que ficasse para a cidade. “Não vai ser uma estrutura improvisada. Ele vai ser um hospital estruturado ao lado de outro, que já funciona e que vai ter todos os outros recursos. Não haverá necessidade de um paciente se deslocar dessa estrutura nova para uma outra estrutura hospitalar”, destaca o prefeito.

O diretor da Gerdau, Elder Rapachi destaca que a construção será feita dentro de fábricas. “Alinhados com o momento, pegamos um modelo para retirar pessoas de um canteiro de obras. As estruturas são feitas dentro de fábricas, com todo ambiente controlado e transportamos esses modelos em carretas”, diz.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: G1