Busca rápidaX

Prejuízos com estiagem em Jóia ultrapassam R$ 150 milhões e município vai enviar novo decreto de emergência

2 de março de 2020

O Executivo de Jóia vai enviar em breve, um novo decreto de emergência ao estado. Segundo o prefeito, Adriano Marangon, o documento enviado em Janeiro até hoje não foi homologado.
Na primeira quinzena de janeiro os prejuízos já contabilizavam R$ 87 milhões, hoje, esse valor deve ter duplicado, somando mais de R$ 150 milhões.
Segundo o chefe do Executivo, o estado não homologou o primeiro decreto sob alegação de que não haviam perdas humanas, quer dizer, falta de abastecimento de água potável às famílias, por exemplo.

Hoje a tarde, secretários municipais, Emater, Assistência Social e Defesa Civil vão se reunir para tratar do tema e buscar meios para acelerar a homologação do documento.

Segundo Marangon, ainda não há falta total de água no município, porém, muitos poços já baixaram consideravelmente e diversas comunidades já estão com abastecimento reduzido. “Ainda não temos a falta de água como o estado exige para decretar situação de emergência, mas esperamos que as autoridades tenham um olhar diferente sobre o município, e que entendam que estamos enfrentando uma situação precária” comenta Adriano Marangon.

Essa nova comissão criada para tratar do caso vai começar nos próximos dias um trabalho de campo. De acordo com o chefe do Executivo de Jóia, a equipe vai visitar pessoalmente as famílias que sofrem com a falta de água, registrando a situação em foto, entrevistas, e coletando dados específicos a fim de abastecer o sistema de informação do estado.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!